Caso PDT perca registro, Carlos Eduardo teria que disputar prefeitura por outra legenda

O PDT vive uma situação, no mínino, curiosa: pode perder o registro no Tribunal Superior Eleitoral por causa de confusão judicial no Rio de Janeiro, e até de desaparecer. Segundo dados da Corte, o partido conta com oito diretórios regionais, muito embora a lei obrigue um mínimo de nove. Em agosto, a 1ª Vara Cível do Rio deu ganho de causa a um grupo de militantes que questiona a eleição da executiva no estado.

A Justiça determinou ao diretório do Rio que realize novas eleições. Por enquanto, o PDT não existe oficialmente no Estado. A Executiva Nacional pretende realizar vinte convenções, até outubro, para eleger mais diretórios.

No caso do Rio Grande do Norte, a presidência deve continuar com o ex-prefeito de Natal, o pré-candidato Carlos Eduardo Alves, que pode mudar seus planos para a eleição do próximo ano, incluindo até uma mudança de legenda.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

outubro 2021
DSTQQSS
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31 
Categorias