Bolsonaro nega volta do auxílio emergencial

bolsonaro vai acabar Bolsonaro nega volta do auxílio emergencial

Sob pressão política para renovar o Coronavoucher, que acabou no fim de dezembro, Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda (25) que o benefício é emergencial, e não “duradouro” ou “vitalício” como uma aposentadoria.

O presidente fez os comentários em conversa com apoiadores na chegada ao Palácio da Alvorada, no fim da tarde.

Questionado por um simpatizante sobre ser a favor de um novo auxílio emergencial, Bolsonaro inicialmente desconversou: “Não, eu não vou… converso isso com o Paulo Guedes, contigo não”.

Mas depois acrescentou: “A palavra é emergencial. O que é emergencial? Não é duradouro, não é vitalício, não é aposentadoria. Lamento muita gente passando necessidade, mas a nossa capacidade de endividamento está no limite”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

fevereiro 2021
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28  
Categorias

Governistas contra prvatizações

A Festa para comemorar as privatizações de Michel Temer continua na Bolsa de São Paulo. No entanto, na coalizão do governo começam operações de sabotagem

Leia Mais

Teve até ‘chifre’ na Lava-Jato. Vôte!

As gravações do ex-senador Sérgio Machado, que implicaram próceres do PMDB, inclui confissões sobre questões pessoais e familiares e, até, aventuras extraconjugais, desprezadas na investigação.

Leia Mais

Amazan faz turnê pela Europa

Depois de passar o início do carnaval no Seridó, o cantor Amazan, que pré-candidato a prefeito de Jardim do Seridó, decolou para a Europa, onde

Leia Mais