Autor: Robson Pires

Passaporte vacinal será exigido em bares, restaurantes e eventos privados do RN

O Governo do Rio Grande do Norte (RN) realizou, na manhã desta segunda-feira (17), reunião on-line com representantes das entidades empresariais e empreendedores do segmento de eventos para discutir as recomendações do Comitê de Especialistas da Sesap RN para o enfrentamento da Pandemia da Covid-19 e do surto de Influenza. O encontro foi solicitado pela Fecomércio RN, a partir das recomendações do Comitê Científico divulgadas no dia 13 de janeiro, em resposta ao aumento de casos das doenças no Estado. A entidade empresarial se mostrou preocupada com eventuais impactos negativos, particularmente no setor de eventos.

A reunião foi conduzida pelo secretário-chefe do Gabinete Civil do Governo do Estado do RN, Raimundo Alves Júnior. Ele destacou que o Governo tem a intenção de reforçar a exigência do passaporte vacinal nos eventos sociais e, também, em bares e restaurantes. “O passaporte da vacinação é uma medida já implementada, mas é fundamental que haja reforço em todos os estabelecimentos. Para eventos de grande porte, analisamos recomendar aos municípios a proibição dos eventos de rua, em virtude da dificuldade desse controle”, informou o secretário.

O presidente da Fecomércio RN, Marcelo Queiroz, destacou a importância da manutenção do diálogo com a classe produtiva. “É preciso chegarmos a um entendimento de medidas que possam conter os avanços dessas doenças, mas que mantenham as atividades produtivas, que já foram tão impactadas desde o início da Pandemia. Os empreendedores, em sua maioria, têm seguido os protocolos e estão empenhados no cumprimento das regras”, afirmou.

O Governo irá, agora, detalhar ajustes na exigência do passaporte vacinal para os segmentos de Bares e Restaurante, bem como mapear a agenda de eventos corporativos previstos para o RN nos próximos 30 dias. A intenção que uma nova reunião de alinhamento posso ocorrer nos próximos dias, a fim de tratar o posicionamento final do Governo.

Além da Fecomércio RN, participaram da reunião a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel RN), Natal Convention Bureau, Câmara de Dirigentes Lojistas de Natal (CDL Natal), Associação dos Empresários do Bairro do Alecrim (AEBA), Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte (Fiern) e empreendedores do segmento de eventos.

Pode beber depois da vacina? A pergunta é a mais procurada no google; O RN está entre os estados que mais procurou

Nesta segunda-feira (17/1), completa-se 1 ano desde que a primeira vacina contra a Covid-19 foi aplicada no Brasil, na enfermeira Mônica Calazans, em São Paulo. Desde então, cresce cada vez mais a busca dos brasileiros sobre temas relacionados aos imunizantes.

Um levantamento realizado pelo Google Brasil aponta que a pergunta mais pesquisada na plataforma sobre imunizantes nos últimos 12 meses foi: “Pode beber depois da vacina?”.

De acordo com a empresa, os estados que mais procuraram respostas para a questão foram Sergipe, Paraíba, Pernambuco, Espírito Santo e Rio Grande do Norte (RN).

A dúvida sobre ingerir bebida alcoólica após a vacinação foi 36% mais pesquisada que a pergunta que ocupa o segundo lugar no ranking: “Qual a melhor vacina?”. Em seguida na lista, aparece a questão: “Onde tomar vacina?”.

Veja a lista de perguntas mais buscadas sobre vacina no Brasil nos últimos 12 meses:

  1. Pode beber depois da vacina?
  2. Qual a melhor vacina?
  3. Onde tomar vacina?
  4. Onde tem vacina?
  5. Quando vou ser vacinado?
  6. O que é logradouro?
  7. Qual a melhor vacina para Covid?
  8. O que são imunossuprimidos?
  9. O que é comorbidade?
  10. Qual a vacina da Fiocruz?
  11. O que são puérperas?
  12. O que é vacina?
  13. Quem teve Covid pode tomar vacina?
  14. Pode tomar vacina Covid gripado?
  15. Como se cadastrar para tomar vacina?
  16. Como fazer o cadastro da vacina?
  17. Quais são as vacinas do Covid?
  18. O que é pessoa institucionalizada?
  19. Quais vacinas estão sendo aplicadas no Brasil?
  20. Como está a vacinação no Brasil?

Metrópoles 

Fábio Faria anuncia R$ 50 milhões para Mossoró (RN)

A Prefeitura de Mossoró (RN) receberá 50,5 milhões de reais de recursos oriundos do Governo Federal para investimentos em diversas áreas.

O anúncio da liberação dos recursos foi feito na manhã desta segunda-feira (17), no Salão dos Grandes Atos, no Palácio da Resistência, sede do Poder Executivo municipal.

O anúncio da liberação dos recursos ao município de Mossoró foi feito pelo Ministro das Comunicações do Governo Federal, Fábio Faria (PSD) que participou da solenidade ao lado do Prefeito Allyson Bezerra (Solidariedade), secretários municipais e vereadores.

Os recursos contemplam as áreas da saúde, educação, assistência social, agricultura e desenvolvimento rural, telecomunicações e infraestrutura.

Áreas contempladas

(mais…)

Chapa que está na “boca do povo” faz Fátima tremer nas bases

Chapa que está na boca do povo que está fazendo a Governadora do RN e candidata à reeleição Fátima Bezerra tremer nas bases:

Álvaro Dias – Governador

Walter Alves – Vice-Governador

Carlos Eduardo – Senador

Em tempo: Álvaro continua negando que deseje disputar o Governo do Estado.

AH ! : E já declarou voto a Rogério Marinho. Bom… nem Rogério Marinho sabe se será o candidato. Está disputando a vaga com Fábio Faria. Logo…

Costurando: E o Ex-Senador Garibaldi Alves costurando como candidato a deputado federal.

Importante: Com o apoio do Presidente da Assembleia Legislativa Ezequiel Ferreira que é do mesmo partido de Álvaro, o PSDB. Ezequiel tem dito que é candidato à reeleição.

Fernando Mineiro era o líder de Robinson Faria na Assembleia Legislativa

O ex-deputado estadual Fernando Mineiro não tem moral para atacar a gestão de Robinson Faria, pois era o líder do Governo na Assembleia Legislativa, sempre fazendo uma defesa ferrenha da administração anterior, inclusive implicou com Fátima Bezerra para não deixar a liderança governista, pois usava e abusava das benesses do Poder Executivo em benefício própria e da companheirada petista.

Vale lembrar que na eleição de 2014, Fátima Bezerra foi candidata ao Senado ao lado de Robinson Faria, e que ambos defenderam os mesmos ideais do Programa de Governo que apresentaram ao eleitorado Potiguar.

Henrique continua “bajulando” Garibaldi

Do Ex-Ministro do Turismo Henrique Eduardo Alves em entrevista ao Sistema Rural de Comunicação quando esteve na região do Seridó:

“Se Garibadi for candidato a deputado federal e se eu tiver de ser candidato a deputado federal, se eu sentir isso depois desse caminhar pelo Rio Grande do Norte, seria uma oportunidade única para o estado ter, de repente, se for essa a vontade popular, dois deputados com a experiência de Henrique e Garibaldi, ajudando o RN. Se isso tiver de acontecer, é porque estava no destino de cada um. Garibaldi sabe quem é Henrique. Ele quando governador e eu deputado, ele para resolver os problemas, telefonava e pedia, Henrique veja isso, veja aquilo, e isso eu fiz a vida inteira, fazia para atender Garibaldi e por amor ao Rio Grande do Norte e se eu vou fazer mais, é o povo e o MDB quem decidem“.

PS: Será que é mala? Garibaldi já disse que quer distância dele.

MCom lança pontos de acesso à internet nas 23 estações de trem do Rio Grande do Norte (RN)

  • Em solenidade realizada em conjunto com a Funasa, nesta segunda (17), em Natal (RN), os órgãos efetivam diversas entregas do Governo Federal para a população do estado

O Ministro das Comunicações, Fábio Faria, inaugura, nesta segunda-feira (17), em Natal (RN), uma parceria inédita no âmbito do programa Wi-Fi Brasil, para levar conectividade às 23 estações do sistema de trens urbanos, da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU). Os pontos de acesso levarão internet gratuita de banda larga aos usuários das estações da capital, além dos municípios de Parnamirim (RN), Extremoz e Ceará-Mirim (RN), que integram a Grande Natal (RN).

“Para quem usa diariamente o sistema de trens urbanos para se deslocar de casa para o trabalho, o Wi-Fi Brasil garante um serviço hoje essencial”, explica Faria. A CBTU em Natal opera 56,2 quilômetros de linha, atendendo quatro municípios e transportando quase 9 mil passageiros por dia.

As antenas recebem o sinal enviado pelo Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC), equipamento brasileiro que fica na órbita da Terra a 36 mil quilômetros de distância. No Rio Grande do Norte já foram instalados 508 pontos de inclusão digital por meio do Wi-Fi Brasil, levando conexão em alta velocidade para 114 municípios potiguares. O benefício chega agora a localidades sem cobertura de internet, visto que 80% das antenas estão ativas em zonas rurais, 297 deles em escolas públicas, 36 em Unidades de Saúde e sete em assentamentos.

DIGITALIZA BRASIL – Ainda no evento, o Ministério das Comunicações (MCom) lança também o “Digitaliza na Estrada”, ação itinerante que parte do município de Barcelona, no estado, para percorrer várias cidades do Nordeste, registrando a instalação de antenas e a chegada do sinal da TV Digital. Até o momento, 27 cidades do Rio Grande do Norte estão qualificadas pelo programa Digitaliza Brasil para receber equipamentos de transmissão para substituição das estações analógicas hoje em operação.

“A entrega da infraestrutura para a cidade de Barcelona, viabiliza que a população, que tinha acesso somente a uma programação, passe a ter acesso a 9 canais”, detalha o ministro das Comunicações. A mesma estrutura traz a possibilidade de que possam ser colocados futuramente, outros 5 canais de televisão.

De Barcelona, o Digitaliza na Estrada seguirá para municípios nos estados da Paraíba, Ceará, Piauí, Maranhão e Rio Grande do Norte, (RN) virando a chave para a chegada da TV Digital. São cidades que aderiram ao programa logo nas duas primeiras etapas. Em setembro, o MCom concluiu e inaugurou as duas primeiras estações do Digitaliza Brasil, em Tenente Ananias e Touros (RN). Até o final do ano, o MCom pretende concluir a digitalização do sinal de TV em 1.638 cidades que contam hoje apenas com o sinal analógico. Serão mais de 23 milhões de pessoas beneficiadas.

A cerimônia será realizada em parceria com a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), que também inaugura obras e entregas de projetos de saneamento básico, de sistemas de abastecimento de água e de esgotamento sanitário.

Assessoria Especial de Comunicação
Ministério das Comunicações

Fátima Bezerra no Seridó

A Governadora Fátima Bezerra estará na próxima quarta feira (19) na Comunidade Barra de Santana, no município de Jucurutu (RN) para uma reunião com o Movimento dos Atingidos pela Construção da Barragem de Oiticica.

A previsão, segundo alguns observadores, é que ela crie mais obstáculos para o prazo de conclusão dos serviços da Barragem e dos próprios atingidos. A ela não interessa que a obra seja inaugurada ainda esse ano pelo Governo Bolsonaro.

Não é bom para sua candidatura à reeleição.

Imagem meramente ilustrativa da Nova Barra de Santana

Ataque de Fábio Faria incomodou Governo de Fátima Bezerra que soltou nota contra o que o Ministro disse: “Fátima não tem o que mostrar”

Eis o que disse Fábio Faria: Clique no link: https://robsonpiresxerife.com/so-fatima-faz-propaganda-de-folha-salarial-em-dia-entre-governadores-porque-nao-tem-o-que-mostrar-alfineta-fabio-faria/

NOTA DO GOVERNO DO ESTADO:

O Ministro das Comunicações, Fábio Faria, norte-rio-grandense e filho de um ex-governador do Estado, voltou a atacar a atual gestão da Professora Fátima Bezerra, numa postura politiqueira e também rotineira. Com um discurso vazio e omisso, o senhor Fábio Faria faz críticas ao atual governo, esquecendo de citar a trágica situação em que a atual gestão recebeu o estado do Rio Grande do Norte, gerido até 2018 pelo então Governador Robinson Faria, pai do ministro, à época com os maiores índices históricos de violência e mergulhado em dívidas — quatro folhas salariais dos servidores em atraso, além de uma imensa dívida com fornecedores.

O Governo do Rio Grande do Norte que preza pela dignidade, educação e bem-estar social, em nenhum momento foi omisso em relação à retomada das aulas presenciais na rede pública.  A atual gestão seguiu as orientações do Comitê Científico e dialogou com os órgãos de controle quanto à definição do momento adequado e seguro para o retorno de crianças, jovens e adultos às escolas, adequando-as às medidas sanitárias preconizadas pelas autoridades em saúde. Ao contrário da gestão negacionista a qual o ministro pertence e defende, causadora, por falta de atitude e decisão firme, de tantas perdas durante a pandemia de Covid-19.

A atual gestão não hesitou em dar assistência aos alunos enquanto estiveram em aulas remotas. Distribuiu 1,1 milhão de kits com itens da merenda escolar, somente em 2021, a exemplo do que ocorreu em 2020. A preparação para o retorno às aulas demandou investimentos da ordem de R$ 12 milhões, dos quais R$ 8 milhões em recursos estaduais, e R$ 4 milhões do FNDE.

Ao criticar a conduta do Governo do Estado quanto à retomada das aulas presenciais, o Ministro Fábio Faria também esqueceu de dizer que o Governo Federal, do qual se orgulha de fazer parte, não liberou recursos para a compra de equipamentos essenciais às aulas virtuais. Omitiu que a gestão federal demorou para liberar os recursos necessários à compra da merenda escolar. Esqueceu que o Governo Federal resistiu enquanto pode para liberar os R$ 3,5 bilhões do Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (Fust), aprovados pelo Congresso Nacional, e que posteriormente levou a questão ao STF, onde foi derrotado e o direito assegurado aos estados.

Na área da Segurança, a atual gestão salvou 1.817 vidas entre os anos de 2019 e 2021, quando comparado aos três primeiros anos da gestão do pai do ministro Fábio Faria. Naquele tempo, não muito distante, o Rio Grande do Norte figurava entre os estados mais violentos do país, com destaque na mídia nacional. Em 2017, foram 2.412 mortes violentas. Em 2021, o RN teve o menor índice de assassinatos desde 2013, graças ao trabalho incansável dos agentes de segurança pública e o reforço de estrutura e pessoal promovido por decisão corajosa do governo nessa área. Em contraponto à realidade vivida no governo do pai do ministro que deixou a Polícia  Militar aquartelada por falta de salários, vivendo de doações de cestas básicas.

Outro destaque do governo anterior ao nosso foram os ataques às instituições financeiras: 223  entre os anos de 2015 e 2017. Nos três primeiros anos do Governo Fátima, foram registradas 55 ocorrências do mesmo tipo.

Ao mencionar o Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, a maior unidade de saúde da rede estadual, o ministro desconsiderou os investimentos feitos na área da saúde. Esqueceu, novamente, que em junho de 2017 o então governador decretou “estado de calamidade na saúde pública”. E que, na gestão de Robinson Faria, o Sindsaúde alcançou um dos maiores índices de macas e pacientes nos corredores do Walfredo Gurgel, mais de 100 [em 9 de maio de 2016]. Foi na gestão Faria que um Termo de Ajustamento de Conduta assinado entre o governo e o Ministério Público determinou o fechamento de sete hospitais regionais.

Por esses e muitos outros motivos, o Governo do Estado do Rio Grande do Norte se sente no dever de relembrar à sociedade que as estratégias politiqueiras de uma casta inconformada com a atuação séria e responsável da atual gestão tentam retratar uma falsa realidade para amparar seus discursos e omitir a vergonha de um triste passado que marcou a vida dos norte-rio-grandenses.

Ex-prefeita de Baraúna (RN) é condenada após decretar emergência e firmar contratos irregulares

O Ministério Público Federal (MPF) obteve a condenação da ex-prefeita de Baraúna (RN), Antônia Luciana da Costa Oliveira; do ex-secretário de Finanças, Adjano Bezerra da Costa; e dos empresários Carlos André Mourão e Alef Douglas Arrais de Lima. Eles receberam uma pena de nove anos e seis meses de reclusão, além de multa, pela prática do crime de desvio de recursos públicos (artigo 1º, inciso I, do Decreto-lei nº 201/1967).

Os quatro participaram do esquema  que se originou quando Luciana Oliveira assumiu a prefeitura (após a cassação do prefeito anterior), no início de 2014. Ela decretou então Estado de Emergência no Município, sob a alegação de instabilidade financeira e administrativa. A partir daí promoveu uma série de licitações e dispensas de licitação irregulares, dentre as quais a que resultou no pagamento de R$ 174 mil à empresa Nordeste Distribuidora Comércio Ltda, dos sócios Carlos André e Alef Douglas.

O objetivo era a compra de fardamento para os alunos e apareceram outras duas empresas “interessadas”, que enviaram orçamentos, no entanto se tratavam de firmas de fachada usadas tão somente para dar ares de legalidade ao processo. A intenção da gestora e do então secretário de Finanças sempre foi de repassar os recursos diretamente à Nordeste, que embora existisse de fato, não possuía sequer local e equipamentos necessários para a confecção dos uniformes. Ainda assim recebeu os R$ 174 mil em julho de 2014, sem nunca ter entregue uma única peça de roupa.

O secretário Adjano Bezerra acabou por comprar, pessoalmente, os fardamentos em uma empresa pernambucana, por R$ 44 mil, praticamente quatro vezes menos que o valor pago à Nordeste. O superfaturamento também foi comprovado quando a Controladoria Geral da União (CGU) demonstrou que, mesmo um ano depois, teria sido possível adquirir no comércio local as vestimentas por preços aproximadamente 20% abaixo do pago à empresa de Carlos e Alef Douglas.

Urgência

A ação do MPF, de autoria do procurador da República Aécio Tarouco, questionou o próprio argumento utilizado pela prefeitura para a dispensa de licitação. A compra de fardamento escolar, sobretudo em um valor alto para o Município – estimado então em R$ 210 mil –, não representava urgência que justificasse a dispensa da licitação. “Os fardamentos adquiridos não são gêneros de primeira necessidade, tal como aquisição de água e perecíveis, por ocasião de uma seca ou enchente”, concordou o juiz federal Orlan Donato, autor da sentença.

As investigações tiveram início a partir do trabalho do Ministério Público do Estado (MPRN) e contaram com auxílio da CGU e da Polícia Federal, permitindo ao MPF descortinar todo o esquema. A compra dos fardamentos, contudo, representa apenas uma das irregularidades envolvendo a administração de Luciana Oliveira, que foram desmembradas por ordem da Justiça. No âmbito cível, a compra do fardamento resultou na Ação por Improbidade 0801947-38.2016.4.05.8401, na qual foram condenados a ex-prefeita, o ex-secretário e Alef Douglas, dentre outros.

Dispensa de Licitação

O MPF apontou que Luciana Oliveira não só ratificou a dispensa de licitação, como autorizou a contratação ilegal da Nordeste e assinou os principais documentos que integraram as fraudes, em conjunto com o então secretário Adjano Bezerra. Este emitiu os empenhos, solicitou despesas e realizou os pagamentos sem a devida comprovação de entrega dos produtos, além de, posteriormente, ter negociado pessoalmente a compra do fardamento junto a outra empresa.

(mais…)

Dez Capitais começam a vacinar crianças contra Covid-19; Natal (RN) começa nesta terça (18)

Dez capitais brasileiras devem começar a vacinar crianças contra a Covid-19 nesta segunda-feira (17).

Entre elas, São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Curitiba (PR), Maceió (AL), Goiânia (GO), Manaus (MA), Belém, Rio Branco (AC), Macapá (AP) e Porto Velho (RO).

A vacina para crianças de 5 a 11 anos começa a ser aplicada na terça-feira (18) em Natal (RN).

Curva de transmissão da Ômicron deve cair já nas próximas semanas, dizem especialistas

Especialistas de todo o mundo projetam o fim da onda de contaminação provocada pela variante Ômicron.

O epidemiologista Pedro Hallal, responsável pelo Epicovid, trabalho desenvolvido pela Universidade Federal de Pelotas, no Rio Grande do Sul, é mais um deles. De acordo com ele, a curva de transmissão da doença deve começar a cair nas próximas semanas.

Segundo o coordenador do projeto, que é considerado o maior estudo sobre a prevalência da Covid-19 no país, a tendência é que o número diário de novos casos conhecidos da doença caia bastante até o final de fevereiro

O ano novo vai caminhando e o atraso vai continuando no RN com Fátima Bezerra

O primeiro mês do ano está passando da segunda quinzena sem praticamente nenhuma novidade em relação ao aparecimento de uma candidatura de peso para exterminar da política do Rio Grande do Norte (RN) o Governo de Fátima Bezerra.

O Governo de Fátima projetou altos índices de rejeição em todas as pesquisas realizadas no ano passado.

Não existe uma obra que se destaque no RN que tenha que leve o seu nome. Somente o pagamento da folha. Ela é um atraso.

Malandros: Em 2021, 134 ‘perseguidos’ pediram dinheiro

A indenização por “perseguição política”, que fez a fortuna de muitos malandros, ganhou abordagem técnica desde 2019. Com isso, a maior parte foi negada. Durante todo o ano de 2021, apenas 134 pessoas se aventuraram a tentar arrancar algum dos cofres públicos alegando danos sofridos em razão da oposição ao regime militar. Desde que isso foi criado, em 2002, foram 79,1 mil tentativas, 74,9 mil delas malandras, que acabaram arquivadas. Mas 3,7 mil ainda aguardam análise.

Treze voluntários

A Comissão de Anistia é composta de 13 voluntários, que examinam os processos e submetem seus pareceres a votação do colegiado.

#negaComissão

Já em fase de finalização são 458 processos que pedem reparo do Estado por “perseguição”. A expectativa é que todos sejam negados.

Cláudio Humberto

‘É decepcionante a meta do governo ser apenas a folha’, diz Fernando Bezerra

O Ex-Senador Fernando Bezerra considera que é “triste e decepcionante” que o governo estadual esteja limitado, na avaliação dele, ao pagamento da folha dos servidores públicos. Ele afirma que o Rio Grande do Norte (RN) precisa de uma reforma para que se tenha um plano voltado ao desenvolvimento. Para Fernando Bezerra, essa é uma situação que não está restrita à atual gestão.

“Fico triste e decepcionado quando vejo que a meta do governo é [apenas] pagar a folha de pessoal. Os últimos governadores do Rio Grande do Norte se transformaram em encarregados de pessoal, que buscam [meramente] arranjar dinheiro para pagar a folha. Precisamos de uma reforma urgente. Os últimos governos, talvez os quatro últimos, foram muito mais voltados para a questão política pessoal, de reeleição. E deixaram o Estado em uma situação crítica”, lamenta. Ex-ministro da Integração Nacional e ex-presidente da Confederação Nacional da Indústria, ele afirma que, por isso, o RN cresce apenas onde as condições naturais são as mais favoráveis.

TN

Um ano de vacinação contra Covid-19 no Brasil: veja como cenário evoluiu

A campanha de vacinação contra a Covid-19 no Brasil completa um ano nesta segunda-feira (17/1). Há 12 meses, os brasileiros assistiram a enfermeira Mônica Calazans receber, em São Paul (SP), a primeira dose de um imunizante aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) contra o Coronavírus, a Coronavac.

Para muitos, a cena é guardada na memória como um momento de renovação de esperanças após um ano de incertezas, com mais de 8 milhões de casos confirmados da doença e cerca de 209 mil óbitos até então.

De lá para cá, muita coisa mudou — para começar, mais de 339 milhões de doses de vacinas foram distribuídas em todo o país. Cerca de 68% da população brasileira completou o esquema de imunização com duas doses ou dose única, e 15% já receberam o reforço, segundo dados do monitoramento Our World in Data, projeto feito em parceria com a Universidade de Oxford para acompanhar o ritmo da vacinação no mundo.

Hoje, mesmo vivendo mais uma onda de novos casos impulsionada pela variante Ômicron, os óbitos em consequência da Covid-19 não têm acompanhado a alta nos diagnósticos: na semana epidemiológica entre os dias 2/1 e 8/1/22, foram registrados 208 mil casos de Covid-19 em todo o Brasil, de acordo com a plataforma do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), e 832 óbitos foram contabilizados.

A título de comparação, entre 15/11 e 21/11 de 2020, antes da vacina, o país teve uma quantidade semelhante de casos (203 mil), mas foram 3.331 mortes. Boa parte desta queda tem a ver com os imunizantes, que se mostram eficientes para evitar casos graves, hospitalizações e óbitos em consequência da infecção causada pelo coronavírus. De acordo com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, a maioria dos pacientes internados no país não tomou a vacina.

“Estamos vendo a redução progressiva de internações e mortes graças à vacinação. Começamos atrasados, com todas as questões que envolveram a compra de vacinas no início mas, assim que tivemos doses, a vacinação andou rápido. Chegamos a vacinar 2 milhões de pessoas por dia, em maio. Isso mostra o know-how que o Brasil tem no assunto”, afirma a diretora da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm), Mônica Levi.

A Coronavac, vacina da farmacêutica chinesa Sinovac, distribuída pelo Instituto Butantan, virou alvo de disputa entre o presidente Jair Bolsonaro (PL) e o governador de São Paulo, João Doria (PSDB). O chefe do Executivo se posicionou contra o imunizante, levantando dúvidas sobre a sua segurança e eficácia, e chegou a desautorizar a compra das doses pelo Ministério da Saúde.

Enquanto isso, o governador de São Paulo adotou a vacina e o Instituto Butantan chegou a começar a produção da fórmula antes mesmo de o governo federal adquirir as doses. A queda de braço só acabou no início de janeiro, quando o então ministro Eduardo Pazuello anunciou a compra de 100 milhões de doses da Coronavac e a inclusão da vacina no Plano Nacional de Imunizações (PNI).

A grande aposta do governo federal na época era a vacina de Oxford/AstraZeneca, que seria envasada na Fiocruz antes de começar a ser produzida em território nacional. O Brasil contava com lotes a serem enviados pelo Instituto Serum, da Índia, mas problemas de logística e a situação do país asiático, que vivia uma alta nos casos, causaram o atraso do envio das primeiras doses da vacina. Assim, a primeira dose aplicada por aqui foi da Coronavac.

Até a compra das vacinas da Pfizer/BioNTech, que hoje são os principais imunizantes aplicados no Brasil, foi cercada de problemas: o processo foi parar na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI da Covid), sob a alegação de que o governo brasileiro teria ignorado três ofertas para aquisição das doses em agosto de 2020, evitando que 18,5 milhões de doses fossem enviadas ao Brasil em dezembro do mesmo ano.

Novo fôlego para a vacinação

(mais…)

Só Fátima faz propaganda de folha salarial em dia entre governadores porque não tem o que mostrar, alfineta Fábio Faria

Ministro das Comunicações do governo Jair Bolsonaro, Fábio Faria deu uma extensa entrevista para a Tribuna do Norte deste domingo.

Um dos assuntos abordados foi a situação da folha salarial dos servidores públicos, que Robinson Faria – pai de Fábio – deixou atrasada quando terminou os quatro anos como governador do RN.

Para Fábio, quem pagou os atrasados foi Jair Bolsonaro e não a governadora Fátima Bezerra. “Quem pagou a folha foi Bolsonaro. Não foi ela. Pode ver os recursos a mais que os governadores receberam, inclusive o Rio Grande do Norte. Foram mais de R$ 2 bilhões e meio que ela recebeu a mais. Fora o aumento de arrecadação. Fora os R$ 600 do auxílio, porque quando se coloca dinheiro girando, aumenta a arrecadação. Os estados tiveram aumento grande de arrecadação. A distribuição do dinheiro foi algo extraordinário. E  acho engraçado é que ela prometeu quitar as folhas atrasadas no primeiro ano e não quitou. Não fala nada sobre isso, mesmo com esses R$ 2,5 bilhões poderia ter pago as folhas atrasadas, cumprido a promessa dela e com recursos que estão vindo do governo federal e aumento devido os R$ 600 de arrecadação do comércio”, disse.

O ministro também afirma que o Governo Fátima destaca o pagamento das folhas em atraso por não ter nada para mostrar. “Não tem absolutamente nada para entregar. Deixou as crianças um ano e meio sem estudar. Ela é professora, o Hospital Walfredo Gurgel é um caos, todo dia assassinatos, mortes, explosões de farmácias. Vejo que o governo fechou as portas para o Brasil todo. Não vejo ninguém conversando com o Rio Grande do Norte. Nenhuma empresa nova, pelo contrário, saindo. Agora, com dinheiro em caixa entrando e não conseguir pagar a folha? Pelo amor de Deus, na época do governo passado tinham 19 estados com folhas atrasadas. Quantos têm hoje? Nenhum. Não existe hoje nenhum estado com folha atrasada. Não tem nenhuma prefeitura com folha atrasada. Que mérito é esse? Mérito é quando tem 20 estados com folha atrasada e tem um em dia. Mas se tem os 27 em dia, não é mérito. É dinheiro que veio do governo federal. Não vejo nenhum governador fazendo propaganda de folha em dia, porque sabem que isso aí é hipocrisia pura, porque o dinheiro veio sobrando, isso aí é falta do que ter o que falar”.

Uma multidão participa de Micareta do Bode Elétrico em Parelhas (RN)

A estimativa é de que mais de 6 mil pessoas participaram da Micareta do Bode Elétrico pelas ruas de Parelhas (RN) neste domingo (16).

O evento aconteceu no período da Festa do Padroeiro da cidade, São Sebastião.

Depois das ruas os foliões foram para o clube ACAMPAR. Lotou a casa de shows.

Confira os vídeos no mega-evento:

Bolsonaro passeia de moto pelas ruas de Brasília (DF)

Jair Bolsonaro, Presidente da República, passeou de moto por Brasília na tarde deste deste domingo (16). O chefe do Executivo deixou o Palácio da Alvorada por volta das 15h30 e retornou às 18h. Durante o passeio, tirou fotos com alguns apoiadores.

Bolsonaro não chegou a comunicar a equipe do GSI (Gabinete de Segurança Institucional) sobre a saída não programada, e só depois alguns seguranças o seguiram.

Brasileiro aumentou consumo de álcool, fez menos exercício físico e ficou mais obeso na Pandemia, mostra pesquisa

Os efeitos da Pandemia na saúde dos brasileiros foi arrasador, mesmo entre aqueles que não contraíram a Covid-19. Durante o ano de 2020, quando o Brasil passou mais tempo em isolamento social para frear o avanço do Coronavírus, houve aumento no consumo abusivo de bebidas alcoólicas e no sedentarismo entre a população brasileira, o que desencadeou a elevação da taxa de pessoas com doenças crônicas, como a obesidade. Isso é que mostra a pesquisa Doenças Crônicas e Seus Fatores de Risco e Proteção: Tendências Recentes no Vigitel, realizada pelo Instituto de Estudos para Políticas de Saúde (IEPS).

Em 2019, a obesidade atingia 20,3% dos adultos nas capitais do País, mas, em 2020, a doença passou a afetar 21,5% deste grupo, com maior prevalência nos Estados do Sul, Sudeste e Nordeste. Manaus (24,9%), Cuiabá (24,0%) e Rio de Janeiro (23,8%) lideram o ranking de maior incidência da obesidade. Até 2011, nenhuma capital havia ultrapassado a taxa de 20%.

O índice nacional chega a quase o dobro do que foi registrado 14 anos antes, em 2006, quando só 11,8% da população brasileira era portadora desse tipo de comorbidade. O ano marca a primeira vez que foi realizado o levantamento Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel) pelo Ministério da Saúde, de onde os dados do IEPS foram extraídos. Foram entrevistadas 27.077 pessoas nesta edição do estudo.

(mais…)

Mulher de Carlos Eduardo, Andréa Ramalho detona Fátima Bezerra

Para o eleitor Potiguar nunca mais esquecer, vamos de #TBT com as declarações de Andréa Ramalho, mulher de Carlos Eduardo Alves contra Fátima Bezerra. 

Engraçado é que o Ex-Prefeito de Natal (RN) trabalha dia e noite para ser o Senador de Fátima.

Irônico, não ? 

Até dentro de casa as coisas estão desalinhadas.

Igor Costa (TL)

Henrique Eduardo foi parar na cadeia, diz Isolda Dantas

Da deputada estadual Isolda Dantas (PT) em resposta a declaração do Pré-Candidato a deputado federal Henrique Eduardo:

“Quem faltou com respeito ao PMDB foi o deputado Henrique, quando se envolveu com o peemedebismo da lava-jato e foi parar na cadeia”

Declaração de Henrique:

Crispiniano Neto é imbecil

Analfabeto é o diretor petista da Fundação José Augusto (FJA), Crispiniano Neto. Moro se referiu ao Vírus e, portanto, colocou o O e não o A antes da frase.

Todo petista, salvo rara exceção, é imbecil.

Fábio Faria reafirma candidatura ao Senado

Ele declarou:

“Eu sou candidato ao Senado e estou convicto disso. Acredito que é o caminho natural a tomar. Minha relação boa é em Brasília. É aqui [em Brasília]  que estou conseguindo liberar os recursos, que tenho boa relação nos Ministérios, no Judiciário, até para conseguir destravar projetos. Hoje tenho relação em vários lugares do mundo para tentar atrair empresas para o Brasil. Acho que o Senado é o lugar no qual poderia ajudar o meu Estado”.

E mais:

“Estou fazendo uma convocação das oposições a Fátima Bezerra no Estado para que a gente saia com um nome. Neste fim de semana, vou ter várias conversas, e na segunda-feira também, para que a gente possa buscar um nome”.

Caicó teve chuva de 54 mm no sábado (15)

O Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais – CEMADEN, registrou uma chuva de 54,58mm, na noite de sábado (15), no centro de Caicó (RN). No Bairro Nova Caicó, o registro foi de 57,02mm.

Sobre a possibilidade de voltar a chover nas próximas horas, o Instituto Nacional de Meteorologia – INMET, está informando que à tarde, Caicó, terá céu com muitas nuvens e possibilidade de chuva isolada.

Por Sidney Silva

Baleia Rossi garante legenda do MDB para Henrique ser candidato

Em São João do Sabugi (RN) – onde esteve na manhã deste sábado (15) – o Pré-candidato a deputado federal Henrique Eduardo recebeu um telefonema do Presidente Nacional do MDB, Baleia Rossi.

Para fugir dos ouvidos dos curiosos, Henrique conversou com Baleia num banheiro da casa onde estava.

Mas…

“Alguém” soube da conversa.

Disse que Baleia garantiu a legenda do MDB para Henrique ser candidato nas eleições deste ano.

Posts Recentes

Posts Recentes

janeiro 2022
DSTQQSS
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031 
Categorias

Garibaldi mais perto da CCJ

Ex-presidente do Senado, Garibaldi Alves (PMDB-RN) caminha para se tornar o presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), a mais importante do Senado, em

Leia Mais

Assim não dá!

No município de Serra do Mel, o prefeito Bibiano Azevedo, vai torrar o valor de R$ 245.200,00, com aquisição de combustíveis, junto a firma Miguel

Leia Mais