Assim não dá!

poti

Mais um erro entre tantos que já cometeu e outros que poderá cometer.

Desta vez, em seu programa de rádio, o candidato do PMDB Poti Neto acusou a Prefeitura de São Gonçalo do Amarante de aumentar o “IPTU em Utinga – Zona Rural”.

Santa ignorância! Não existe e nem nunca existiu IPTU na Zona Rural.

IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) é tributo sobre a propriedade de imóveis em zonas urbanas. Na zona rural, o tributo cobrado é o ITR (Imposto sobre Territorial Rural).

Confundir IPTU e ITR pode até ser comum para cidadãos comuns. Nunca para quem é candidato a prefeito de um município como São Gonçalo do Amarante que tem uma grande área urbana e uma área rural ainda maior.

Candidato a prefeito que não sabe diferenciar uma coisa da outra dá uma demonstração de que não sabe o que diz, que não conhece seu município e que não está preparado para administrar o que quer que seja, muito menos uma cidade com os problemas e desafios de São Gonçalo do Amarante.

O IPTU é um imposto exclusivo dos Municípios, cabendo a Prefeitura estabelecer valores, fiscalizar e cobrar. E, como o próprio nome diz, é um imposto sobre imóveis situados em áreas urbanas.

O ITR é um imposto sobre propriedade rural. É da competência da União, do Governo Federal. Está na Constituição Federal. E que pode ter cobrança e fiscalização delegada, por meio de convênio, aos municípios.

A mesma Constituição Federal proíbe os municípios de reduzir o imposto ou fazer qualquer tipo de renúncia fiscal.

Não existe IPTU rural. O que existe é candidato despreparado, precisando estudar melhor para poder administrar uma cidade.

Da assessoria da candidatura de Paulinho da Habitação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

abril 2024
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  
Categorias