Apesar de nova meta fiscal, governo enfrenta risco de paralisia nos serviços públicos

Mesmo com aval do Congresso para ampliar o rombo das contas públicas em R$ 20 bilhões, o governo pode ser obrigado a fazer novos cortes no Orçamento de 2017 e provocar um shutdown, ou seja, a paralisação da máquina pública.

A ampliação da meta fiscal de um déficit primário de R$ 139 bilhões para R$ 159 bilhões pode não ser suficiente para acomodar todas as frustrações de receitas do ano. Entre as principais incertezas para a arrecadação do governo este ano está o leilão de quatro hidrelétricas operadas atualmente pela Cemig, com o qual o governo espera embolsar ao menos R$ 11 bilhões.

Uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

julho 2021
D S T Q Q S S
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
Categorias

Conta de luz mais barata

O diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Romeu Rufino, disse hoje (23) que a bandeira tarifária verde deve continuar em vigor no próximo

Leia Mais

Surpresa para o pleito eleitoral

As indefinições atingem o processo eleitoral por toda parte. Ainda segunda as pesquisas até hoje realizadas poderá haver uma grande mudança na representação política, sobretudo

Leia Mais

Wilma mais próxima de Robinson

Configura-se numa aproximação política da ex-governadora Wilma de Faria com o governador Robinson Faria a chegada do empresário Flávio Azevedo na sua equipe de auxiliares

Leia Mais