Agripino: “Mensalão irrigou os cofres do PT e aliados com mais de R$ 100 milhões”

O julgamento do Mensalão pelos onze ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) começa nesta quinta-feira e deverá durar aproximadamente um mês. Isso porque o voto de cada julgador deverá ser fundamentado, mostrando de forma circunstancial por que absolveu ou condenou cada um dos 38 réus, inclusive o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, o ex-presidente do PT José Genuíno, o ex-tesoureiro da sigla Delúbio Soares e ainda o publicitário Marcos Valério, considerado peça fundamental no esquema que consistia no desvio de recursos públicos para pagamento de mesadas a parlamentares em troca de apoio político no Congresso Nacional.

Para o senador José Agripino Maia, presidente nacional do DEM e um dos líderes da oposição no País, o Mensalão foi o maior escândalo de corrupção da história do Brasil. Segundo ele, as provas são contundentes e há um conjunto de dados que comprova que o esquema de Marcos Valério “irrigou” os cofres do Partido dos Trabalhadores. “As provas de que o Mensalão existiu são contundentes. Através de um substancioso e detalhado conjunto de dados, compilados por peritos oficiais e investigadores da Polícia Federal e do Tribunal de Contas da União, foi constatado que o esquema do Valerioduto irrigou os cofres do PT e aliados com mais de R$ 100 milhões”, afirmou José Agripino, em entrevista ao Jornal de Hoje (CLIQUE AQUI).

2 respostas

  1. Esse senhor Senador na pergunta feita de quem não tiver pecado que atire a primeira pedra, se tivesse presente naquele momento, teria certamente atira a pedra. Tudo pode, desde que não seja comigo. Puro fariseismo.

  2. Senador Agripino Maia,

    O senhor se engana ao pensar que ainda engana o povo com esse seu discurso pseudo-moralista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

maio 2021
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  
Categorias

Carlos Eduardo em campanha

O Ex-Prefeito de Natal (RN) Carlos Eduardo Alves, conhecido como “cabeção” está com um canal no YouTube: Tempo de Cidadania. Faz LIVE toda as quintas-feiras,

Leia Mais