Agripino: critério de liberação de emendas reforça necessidade do orçamento impositivo

agripino portos

O líder do Democratas no Senado, José Agripino, disse que a liberação de emendas parlamentares – frequentemente usada como moeda de troca entre governo federal e sua base no Congresso – só reforça a necessidade de aprovar, com urgência, o orçamento impositivo. Dados do Sistema Integrado de Administração Financeira (Siafi), da Liderança do Democratas, mostram que, até 16 de agosto, dos R$ 29 bilhões autorizados pelo governo federal em emendas, quase R$ 9 bilhões foram empenhados.

Desse total, R$ 84 milhões (28%) foram para o PT, R$ 70 milhões (26%) para o PMDB e R$ 38 milhões (19%) para o PSB; todos aliados da presidente Dilma Rousseff. Partidos de oposição, como Democratas e PSDB, ocupam o final da lista. Para o DEM, foram empenhados, até a primeira quinzena de agosto, apenas R$ 244 mil (0,2%). O caso do PSDB é ainda pior: R$ 71 mil (0,03%). “Essa é a prova cabal de que é preciso aprovar o orçamento impositivo. Na hora de fazer valer sua vontade, o governo libera, vergonhosamente, para os partidos da base, sendo que o dinheiro é do contribuinte brasileiro”, criticou Agripino.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

julho 2024
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
Categorias