AGN e Sedec defendem maior integração para promoção do desenvolvimento no RN

A promoção do desenvolvimento econômico do Rio Grande do Norte, a geração de emprego e o estímulo ao empreendedorismo foram debatidos nesta sexta-feira (10) em reunião entre a diretora-presidente da Agência de Fomento do Rio Grande do Norte (AGN-RN), Márcia Maia, e o secretário de Desenvolvimento Econômico do estado, Jaime Calado.

No encontro realizado no início da tarde de hoje, na sede da secretaria estadual foram debatidas alternativas para o acompanhamento do Proadi por parte do Governo do Estado, bem como, a garantia do oferecimento das contrapartidas por parte das empresas beneficiadas pelo programa.

Na oportunidade, foram discutidas ainda a realização de estudos para oferecimento de novas linhas através do programa de microcrédito da AGN, além de uma maior integração das atividades entre a Sedec e a Agência de Fomento do Estado.

“Foi uma reunião de extrema importância. Com o corpo técnico qualificado das duas pastas e a integração com a troca de informações e expertise, será possível dar partida a novas ações de promoção de desenvolvimento do estado, aperfeioçoamento daqueles já existentes, mas principalmente, na promoção cada vez maior de oportunidades para a população do Rio Grande do Norte, uma diretriz básica do governo Fátima Bezerra”, avaliou a diretora-presidente da Agência, Márcia Maia.

O secretário Jaime Calado elogiou o entusiasmo da nova gestora do Fomento no Estado e destacou o papel importante da integração e das Câmaras Setoriais no governo da professora Fátima Bezerra. “Fiquei muito satisfeito com a empolgação de Márcia à frente da AGN e acredito que a integração poderá oferecer muito ao estado. Além disso, estamos promovendo uma reaproximação com o setor produtivo do estado com a criação das Câmaras Setoriais. É um momento importante para o estado”, concluiu.

A reunião foi a primeira de uma série de encontros que a nova diretora da AGN terá com outros gestores de pastas estaduais, além da própria governadora do estado. A proposta é promover uma articulação entre os diversos setores da administração para a construção de uma política de fomento que atenda à sociedade a partir da geração de oportunidades e apoio aos empreendedores potiguares.

2 respostas

  1. Monta-se uma indústria, inaugura-se um comercio e cria-se uma agencia. Quem serão os consumidores? E se a oferta levar um xêxo da demanda, quem pagará a conta?

  2. Será que a presidente da AGN a ex deputada Márcia Maia continuará criticando as empresas beneficiárias do PROADI. Quem sustenta os pagamentos dos altos salários da direção da AGN em torno de 30 mil mês é o programa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

dezembro 2021
DSTQQSS
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031 
Categorias