Adversários ainda não ameaçam Henrique

Deu na coluna Painel, na Folha:

DISCURSO…

Criticado por ministros, a declaração de Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) contrariando o STF quanto à perda de mandato de condenados no mensalão foi interpretada por correligionários como manobra para estancar o avanço das candidaturas de rivais à presidência da Câmara.

…DE CAMPANHA

Peemedebistas afirmam que Alves, no final do ano passado, mostrava-se refratário ao enfrentamento com o Supremo para evitar desgastes antes de assumir, mas mudou de conduta ao ser informado do avanço dos rivais. “Ele está tentando neutralizar”, diz um congressista da sigla.

CALCULADORA

Nas contas feitas por parlamentares governistas, Rose de Freitas (PMDB-ES) e Júlio Delgado (PSB-MG) já teria alcançado, juntos, mais de 150 votos. O patamar ainda é insuficiente para  abalar o favoritismo do atual líder do PMDB.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

fevereiro 2024
D S T Q Q S S
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
2526272829  
Categorias

De olho em Coutinho

Essa tentativa de Lula de se reaproximar do PSB tem o intuito de colocar o governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), na vaga de vice

Leia Mais