Adriano é denunciado pelo MP por tiro disparado dentro do carro em 2011

LANCEPRESS! – O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) denunciou, nesta quarta-feira, o atacante Adriano, ex-Flamengo, e o ex-policial Júlio Cesar de Oliveira, por lesão corporal em razão do tiro que feriu um dedo da mão esquerda de Adriene Cyrilo Pinto, disparado dentro do carro do jogador, no dia 24 de dezembro de 2011. A denúncia foi oferecida pelo Titular da Promotoria de Justiça Márcio Almeida Ribeiro da Silva ao 9º Juizado Especial Criminal (IX Jecrim) da Capital – Regional Barra da Tijuca.

Os denunciados vão responder pelo art. 129, parágrafo 6º combinado com o art. 13, parágrafo 2º, alínea C, ambos do Código Penal. As penas previstas variam de dois meses a um ano de prisão. A Justiça já marcou a audiência de instrução e julgamento para o dia 13 de dezembro, às 13h, no IX Jecrim.

O episódio aconteceu na Avenida das Américas, próximo ao InfoBarra, após Adriano e Júlio Cesar deixarem uma boate em Jacarepaguá, acompanhados de outras quatro mulheres convidadas para irem até a casa do jogador. De acordo com a denúncia, Julio Cesar carregava uma arma de fogo, registrada em seu nome, da marca Taurus, tipo pistola, calibre 40, o que era de conhecimento de Adriano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

maio 2021
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  
Categorias