“A pessoa com o vírus pode estar contaminando outras pessoas sem saber”

Paulo Saldiva, professor do departamento de Patologia da Faculdade de Medicina da USP, é mais um a reforçar que a Covid-19 não pode ser comparada com o H1N1.

Ele disse ao Estadão:

“Esse vírus é mais agressivo que o H1N1. A contagiosidade é similar, mas a agressividade dele é um pouco maior. A outra característica que o torna mais letal é que o tempo de latência, entre você estar contaminado e desenvolver doença clínica, também é maior. No H1N1 em no máximo dois dias você estava com febre. Nesse vírus pode ficar até 10 ou 12 dias sem sintomas, enquanto ele vai minando o organismo. Isso significa que a pessoa com o vírus pode estar contaminando outras pessoas sem saber.”

Daí, claro, a importância do isolamento, enquanto não se descobrem remédios e vacinas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

maio 2021
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  
Categorias

Batata rumo à Brasília

O prefeito de Caicó Robson Batata Araújo está seguindo rumo à Brasília (DF). Vai para a convenção nacional do PSDB. Tem direito de voto. É

Leia Mais