Dia: 29/01/2023

Homem encontra pintura coberta por fezes de pássaros, paga R$ 3 mil e fatura R$ 15 milhões em leilão

Uma vez abandonada em um galpão de fazenda, uma pintura redescoberta do barroco pintor belga Anthony van Dyck foi vendida por mais de US$ 3 milhões em um leilão, equivalentes a cerca de R$ 15 milhões.

A peça encontrada foi um estudo para uma pintura posterior produzida pelo mestre flamengo chamada “São Jerônimo”.

A pintura final está atualmente no Museu Boijmans van Beuningen em Rotterdam, na Holanda.

O estudo, que retrata um homem mais velho nu sentado em um banquinho, é único por alguns motivos, de acordo com a descrição da sociedade de vendas por leilão Sotheby’s.

É um dos dois únicos grandes estudos que van Dyck criou a partir de modelos vivos. Provavelmente foi pintado entre 1615 e 1618, de acordo com a Sotheby’s, enquanto van Dyck era um jovem artista que trabalhava ao lado de Peter Paul Rubens na Antuérpia.

A pintura a óleo também tem uma proveniência inesperada. O estudo só recentemente foi identificado como uma obra de van Dyck, disse a Sotheby’s em um comunicado compartilhado com a CNN.

A peça foi descoberta no final do século 20 em um galpão de fazenda em Kinderhook, Nova York, coberta em excrementos de pássaros.

“A pessoa que o encontrou, Albert B. Roberts, era um colecionador apaixonado de peças “perdidas”, descrevendo sua coleção como ‘um orfanato para arte perdida que sofreu negligência’”, disse a casa de leilões.

(mais…)

Homem furta seis caixas de cerveja, se ‘arrepende’ e devolve um dia depois a supermercado de Natal

Um homem furtou seis fardos de cerveja de um supermercado localizado na Avenida Engenheiro Roberto Freire, na Zona Sul de Natal, no último sábado (28). Imagens do circuito interno de segurança mostraram a ação do suspeito e vazaram nas redes sociais.

O vídeo mostra ele enchendo o carrinho de compras com as caixas de cerveja, em espaço na entrada do supermercado, e saindo sem realizar o pagamento. O homem se deslocou até um veículo prata no estacionamento, transferiu as cervejas e fugiu.

Com a repercussão do caso, o autor do furto fez contato com o estabelecimento e, demonstrando arrependimento pelo ocorrido, se comprometeu em devolver as cervejas sem se identificar.

Na manhã deste domingo (29), o homem cumpriu a palavra e, segundo a gerência do supermercado, mandou a carga furtada por um táxi.

G1RN

Corpo do influencer Ikaro Zerlottini é sepultado em Mossoró

O corpo do influenciador digital Ikaro Zerlottini foi sepultado na manhã deste domingo (29), na cidade de Mossoró. Ele morreu aos 26 anos na madrugada de sábado (28), após ficar quase um mês internado na UTI do Hospital Regional Tarcísio Maia.

Ikaro havia sofrido um acidente de carro na BR-110, entre as cidades de Mossoró e Areia Branca, na região Oeste do Rio Grande do Norte, no dia 31 de dezembro.

A morte de Ikaro foi confirmada no sábado pela influencer Juliana Priscila, com quem ele teve um filho, Christian, de 5 anos.

Ikaro morou na Itália no último ano, e havia retornado a Mossoró há dois meses.

G1RN

Pessoas mergulham e tomam banho no Lago Azul, em Parnamirim, mesmo após alerta do Idema

Ao que parece, algumas pessoas não levaram a sério a recomendação do Idema e da Caern sobre o Lago Azul e o risco que a água, apesar de parecer limpa, pode representar. Em vídeo divulgado pelo repórter fotográfico/videomaker Ney Douglas, no Instagram, é possível ver algumas pessoas tomando banho (mergulhando e nadando) na água que se formou durante uma obra de estação elevatória para esgotos, em Parnamirim.

Nesta semana, matérias sobre o Lago Azul viralizaram em todo o Rio Grande do Norte e até em estados vizinhos, com muitas pessoas já defendendo a utilização do espaço como ‘point’ no verão. A questão é que a Caern iniciou um trabalho de análise da água do local e, até esse trabalho ser concluído, a recomendação é que não se tome banho ou use aquela água.

96 FM Natal

Ministra da Cultura foge de perguntas sobre política: “Vamos falar de Festival de Verão”

A ministra da Cultura, Margareth Menezes, pediu paciência com as ações relacionadas à pasta e evitou falar de política durante show na Bahia, neste sábado (29).

“O Ministério foi recriado agora, há quatro dias. Agora está com seu ‘CNPJ. Temos o novo decreto da Lei Rouanet que vai chegar, mas aqui eu sou vou falar do Festival”, disse ao ser indagada sobre ações da pasta após destravar recursos e autorizações de captação.

Também questionada sobre ações para recuperação do audiovisual brasileiro, ela repetiu: “Vamos falar de Festival de Verão”.

O orçamento da Cultura para 2023 é de R$ 10 bilhões.

O Antagonista

Mídia tradicional anuncia o fim do consórcio de veículos de imprensa

O consórcio de veículos de mídia criado para a divulgação diária de número de mortes e casos de covid-19 anunciou neste sábado (28) seu fim. Faziam parte do grupo: g1EstadãoFolha de S.Paulo, UOL, O Globo e Extra.

Os veículos de mídia publicaram por volta de 20h textos parecidos anunciando que não irão mais fazer a divulgação em conjunto, depois de 965 dias. O grupo disse ter encerrado “sua missão de garantir a transparência sobre o impacto do coronavírus e da vacinação”.

Embora o consórcio tenha afirmado ao longo desses 965 dias que era realizada uma apuração em conjunto e independente com profissionais dos 6 veículos, na realidade, o grupo dependia dos dados do Ministério da Saúde como qualquer outra publicação que divulgavas as exatas mesmas informações. Quando o sistema do governo federal apresentava problemas, impactando a maioria dos Estados, o consórcio ficava vendido e era evidente que não havia nenhum tipo de apuração independente.

Foi o que aconteceu durante o apagão de dados que se seguiu por mais de 1 mês depois de um ataque hacker de 10 de dezembro de 2021. Vários Estados, como São Paulo, não conseguiram acessar os sistemas federais para obter as informações de seus próprios municípios. Com isso, começaram a ter problemas para reportar novos casos e mortes por covid.

É uma situação esdrúxula. Os Estados precisam que as suas cidades coloquem as informações no sistema federal –pois não têm um sistema próprio para receber esses dados. Só depois, cada secretaria estadual de saúde busca essas informações já consolidadas em Brasília e faz a divulgação localmente. Em suma, ao buscar os dados no Ministério da Saúde ou em cada uma das 27 secretarias estaduais de saúde encontra-se as mesmas estatísticas.

(mais…)

Deputado venezuelano diz que yanomamis desnutridos vieram de seu país para o Brasil

Deputado na Assembleia Nacional da Venezuela, Romel Guzamana afirmou em postagem em uma rede social que indígenas da etnia yanomami com sinais de desnutrição no Brasil são refugiados da fome no país vizinho que cruzaram a fronteira.

A versão, pendente de confirmação, vem sendo difundida por opositores do regime do ditador Nicolás Maduro.

“Denuncio a grave desnutrição de nossos irmãos indígenas yanomamis do estado Bolivar. Cruzaram ao Brasil em busca de comida, outra violação aos direitos humanos indígenas por culpa do regime de Maduro”, escreveu ele, que é do partido Vontade Popular, o mesmo do líder oposicionista Juan Guaidó. Na postagem, ele incluiu a foto de uma idosa yanomami que morreu por desnutrição no último domingo (22).

Indígena da etnia baniva, Guzamana é um dos representantes da região amazônica na Assembleia e também integra o Parlamento Amazônico.

Ao Painel, ele disse que os yanomamis venezuelanos têm relações de parentesco com indígenas brasileiros.

“Os índios não têm fronteiras. Na Venezuela não têm sustento, alimentos, remédios. Muitos vieram ao Brasil em busca da sobrevivência”, diz ele, que afirma ter obtido relatos de indígenas na região amazônica para difundir esta versão.

Folha de S. Paulo

Moraes nega pedido para suspender posse de deputados por suposta relação com atos de 8 de janeiro

O ministro Alexandre de Moraes negou, neste domingo (29), um pedido de suspensão de posse de 11 deputados federais supostamente envolvidos com o ataque aos Três Poderes no dia 8 de janeiro.

O pedido foi originalmente apresentado por um grupo de advogados que avaliaram que os deputados federais eleitos em questão estariam ligados aos atos do início do mês, que depredaram as sedes do Executivo, Legislativo e do Judiciário.

São alvos os deputados eleitos Nikolas Ferreira (PL-MG), Silvia Waiãpi (PL-AP), Carlos Jordy (PL-RJ), Luiz Ovando (PP-MS), Marcos Pollon (PL-MS), Rodolfo Nogueira (PL-MS), João Henrique Catan (PL-MS), Rafael Tavares (PRTB- MS), André Fernandes (PL-CE), Sargento Rodrigues (PL-MG) e Walber Virgolino (PL-PB).

O grupo de advogados alega que os deputados teriam incitado, por meio de postagem em redes sociais, os atos violentos contra as sedes dos Três Poderes da República.

A decisão de Moraes segue a esteira de uma manifestação da Procuradoria-Geral da República (PGR) no último sábado, requerida pelo ministro na sexta-feira (27).

O documento, assinado pelo subprocurador-geral da República, Carlos Frederico Santos, se posicionou contra o pedido de suspensão dos deputados.

“Conforme destacado pela PGR, até o presente momento não há justa causa para instauração de investigação em relação aos demais deputados federais diplomados e que não estão sendo investigados nos Inquéritos instaurados nesse Supremo Tribunal Federal (INQ 4918 e INQ 4919)”, diz a decisão Moraes, a qual a CNN teve acesso.

(mais…)

Ex-ministro será o chefe de gabinete de Rogério Marinho no Senado

O senador eleito Rogério Marinho (PL) já definiu quem será o seu chefe de gabinete a partir de 01 de fevereiro.

É o ex-ministro Daniel Ferreira, que substituiu Marinho na pasta do Desenvolvimento Regional, quando saiu para disputar o Senado.

Nunca um governo deu tanta atenção aos indígenas, diz Bolsonaro

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) disse neste sábado (28), em seu perfil nas redes sociais, que “nunca um governo dispensou tanta atenção e meios aos indígenas” como o dele. A mensagem é resposta às acusações de que sua gestão seria responsável pela emergência de saúde pública no território Yanomami.

No mesmo post, o ex-chefe do Executivo anexou o relatório de uma CPI (comissão parlamentar de inquérito) destinada a investigar a morte de crianças indígenas por subnutrição de 2005 a 2007.

A comissão atuou de fevereiro a junho de 2008 e teve Vicentinho Alves (PR-TO) como relator.

O relatório acusou desnutrição entre crianças indígenas e afirmou que a Funasa (Fundação Nacional de Saúde) e a Funai (Fundação Nacional dos Povos Indígenas) tinham grave restrição de recursos humanos e problemas operacionais.

Sobre o povo Yanomami em Roraima, a CPI também reportou crescimento dos casos de malária e outras doenças por causa da falta de recursos e atrasos no pagamento dos salários das equipes responsáveis.

“A experiência obtida no Mato Grosso do Sul foi levada a outras regiões e atualmente a Funasa, por meio das suas equipes de vigilância alimentar e nutricional, acompanha o desenvolvimento de 24 mil crianças indígenas no Brasil inteiro”, disse. Pontuou que, na época, as principais deficiências estavam nas comunidades de difícil acesso localizadas na região Norte.

Rogério representa 58 milhões de votos

A eleição de Rogério Marinho seria a forma de 58 milhões de votos da direita serem representados. Como a Câmara, o executivo, STF e TCU estão alinhados com Lula e o PT com seus 60 milhões de votos, Rogério no senado poderia ser a a chance de um contraponto para os eleitores que votaram em Bolsonaro. 

Em democracias, respeitar os contrários é muito importante. Rogério é a saída para o legislativo voltar a ter protagonismo. Acredito que seja um sopro de esperança, é esperar a sensibilidade dos senadores.

Blog do Gustavo Negreiros

Balança

Com 12 senadores no União Brasil e 10 no MDB, os partidos devem ser fiéis da balança na eleição para o comando do Senado. O Podemos, do senador e candidato a presidente Eduardo Girão (CE), tem 6 votos.

Diário do Poder

Rogério empata com Pacheco

O bloco do PL, PP e Republicanos representa 23 votos para a campanha de Rogério Marinho, candidato a presidente do Senado. Mesmo número dos votos de PSD, PT e PDT, Rede e PSB para Rodrigo Pacheco.

Arrependimento

Após quase 40 anos, Roberto Requião trocou o MDB pelo PT, mas não anda muito feliz. Diz que já ouviu no partido que o PT não precisava dele. “Foi um erro meu?”, refletiu aparentemente arrependido.

‘Queremos restabelecer a normalidade democrática’, diz Rogério Marinho

Em entrevista exclusiva à Jovem Pan News, o senador eleito Rogério Marinho (PL-RN), ex-ministro do Desenvolvimento Regional do governo Bolsonaro, afirmou que sua eventual gestão à frente do Senado terá, como principal objetivo, restabelecer o que chama de “normalidade democrática”.

Adversário de Rodrigo Pacheco (PSD-MG) na disputa pelo comando da Casa, Marinho recebeu neste sábado, 28, o apoio formal do Progressistas (PP) e do Republicanos à sua candidatura. No total, o bloco formado pelas três siglas, que também apoiaram Jair Bolsonaro (PL) na corrida presidencial, soma 23 senadores. A eleição para a presidência da Casa Alta ocorrerá na tarde da quarta-feira, 1º.

“O que queremos, desejamos e representamos [com nossa candidatura] é o restabelecimento da necessária normalidade democrática no país. Isso só será possível quando, de fato, a independência e a harmonia entre os Poderes for alcançada. Temos uma hipertrofia do Judiciário em relação ao Legislativo, temos parlamentares que têm dificuldade em exercer mandato, alguns deles amordaçados pela censura prévia, o que é absolutamente reprovável, porque é expressamente proibido pela nossa Constituição e não foi fruto de preciosismo do deputado constituinte, mas da luta hercúlea da sociedade brasileira ao longo de dezenas de anos, que restabeleceu o direito à opinião e a inviolabilidade dos mandatos dos parlamentares”, disse.

Questionado sobre qual seria o seu primeiro ato enquanto presidente do Senado, Marinho afirmou que pretende firmar um diálogo institucional. “Não acredito na fulanização desse debate. Temos a necessidade de termos conversa altiva e independente com os demais Poderes, para redefinirmos, à luz da Constituição, o papel de cada uma das instituições. Esse é o primeiro e mais importante passo que precisa ser dado. A partir daí, permitir que a proporcionalidade, ou seja, a presença dos senadores naquela Casa, leve em consideração a sua representação junto a sociedade. Não faremos administração apenas para aqueles que votaram conosco. Faremos administração plural, escutando o colégio de líderes e, sobretudo, a sociedade brasileira, para definirmos quais são os projetos mais importantes e mais relevantes, que interessam a sociedade, e que foram engavetados, como por exemplo a maioridade penal, questões tributárias importantes que aguardam posicionamento do Senado, situações importantes ligadas à área ambiental. Para mim, não há tema tabu”, resumiu.

(mais…)

Com apoio de 20 partidos, Lira é favorito na Câmara

O atual presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), está a poucos dias de ser reconduzido ao cargo nas eleições marcada para 1º de fevereiro. Ele reuniu apoio de 20 partidos, que somam 496 deputados. Seu único adversário na disputa é o deputado Chico Alencar (Psol-RJ).

A última adição para a lista de siglas que o apoiam foi o Avante, partido com 7 pessoas na bancada. No início de janeiro, a sigla ainda não havia decidido se apoiaria o deputado alagoano. Aliados de Lira contam que ele passará dos 400 votos favoráveis com certa facilidade. A votação, no entanto, é secreta. É comum que haja traições, ou seja, que nem todos os congressistas sigam as orientações dos partidos.

Lira começou a agregar apoios em novembro de 2022. Além do seu partido, o PP, e do PL do ex-presidente Jair Bolsonaro, conseguiu antecipar os endossos do União Brasil, que terá a 3ª maior bancada da Casa, Republicanos, Podemos e PSC.

Em meio às tratativas para aprovar a PEC fura-teto, o PT, partido de Luiz Inácio Lula da Silva, e o PSB, do vice-presidente, Geraldo Alckmin, oficializaram o apoio à reeleição de Lira.

Por Poder360

Marcola volta para presídio que o PCC planejou invadir com 100 homens para libertá-lo

Condenado a mais de 330 anos de prisão, Marco Willians Herbas Camanho, o Marcola, apontado como o principal chefe do PCC (Primeiro Comando da Capital), foi transferido do presídio de Porto Velho, em Rondônia, para o de Brasília, no Distrito Federal, onde ele esteve preso até março de 2022. O local é o mesmo que já foi alvo de planos do PCC para a libertação de Marcola, sendo uma das estratégias estudadas uma invasão com mais de 100 homens.

Apesar da descoberta da polícia, o Depen (Departamento Penitenciário Nacional) informou à época apenas que “as transferências de presos são medidas rotineiras efetivadas por indicação da inteligência penitenciária”. Agora, Marcola retorna à Brasília depois de um novo plano de fuga foi descoberto para retirá-lo do presídio de Porto Velho.

Os planos de resgate de Marcola na penitenciária federal de Brasília se dividiam em três, segundo a investigação da Polícia Federal. Eles eram intitulados STF, STJ e Suicida, começaram a ser pensados em 2019, quando o traficante chegou ao presídio do Distrito Federal, e tinham táticas distintas.

Os nomes em referência ao STF (Supremo Tribunal Federal) e ao STJ (Superior Tribunal de Justiça) teriam sido adotados possivelmente para que Marcola, seu advogado e possíveis visitas, como a esposa dele, abordassem o tema sem serem notados.

A ideia era, pelo plano STF, invadir o presídio com cem homens armados e com bombas. Já o plano STJ tratava do sequestro de autoridades e familiares para negociar a liberação dos presos. O plano Suicida, por sua vez, previa uma rebelião que culminaria na libertação de Marcola.

Após a descoberta em março do ano passado, Marcola foi transferido para Rondônia. Na época, a remoção foi um pedido do governador do DF Ibaneis Rocha, atualmente afastado do cargo por decisão do STF em razão dos atos de 8 de janeiro.

R7

Site do PT é hackeado e exibe imagem de Kid Bengala

O site oficial do Partido dos Trabalhadores sofreu um ataque hacker na madrugada deste domingo (29.jan.2023). Ao acessar a página, é exibida uma tela preta com a foto do ex-ator pornô Kid Bengala.

“Eae PT!! Como tá, roubando muito aí??? Assim como o Brasil tá fodido com o molusco na presidência, a segurança de vocês também está”, diz mensagem na página inicial do site.

“O Kid Bengala seria um melhor presidente! #ForaLula”, completou.

A página pt.org.br é usada para divulgar informações do partido e do governo. Demais sites ligados à sigla e ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, como a página oficial do presidente, a do Instituto Lula e a dos diretórios, funcionam normalmente.

Até a publicação deste texto, a equipe de comunicação do PT não havia se posicionado sobre o ataque.

Poder360

Posts Recentes

Posts Recentes

Categorias

ADESE se reúne para eleger presidente

A Agência de Desenvolvimento Sustentável do Seridó (ADESE) reuniu sua assembleia neste momento para eleger o Conselho Administrativo – composto pelo presidente, vice e secretário

Leia Mais

Nelter ‘sai de mansinho’

O deputado estadual Nelter Queiroz ainda não disse que vai trocar o MDB pelo PSB. Preferiu sair de ‘mansinho’ e dizer que não tem ‘nada

Leia Mais

Amar é…

O deputado estadual, Lavoisier Maia, não brinca em serviço. Decidiu casar. Quem diria! E casou bem. A moça é essa aí da foto e chama-se

Leia Mais

Abestalhados!!!

Tem muito candidato a deputado estadual nas próximas eleições na região do Seridó conversando imbecilidade. A campanha nem começou ainda, o nó nem arrochou e

Leia Mais