Dia: 14 de janeiro de 2023

MEC mantém trava a novos cursos de medicina em meio a pressão de empresas

O governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) terá o desafio de reformular a regulamentação sobre a criação de cursos de medicina no país em meio cenário de disputas judiciais, retomada do programa Mais Médicos e pressão de empresas educacionais de olho em um mercado lucrativo.

A nova gestão do MEC (Ministério da Educação) revogou na primeira semana do ano uma portaria editada no apagar das luzes do governo Jair Bolsonaro (PL) que trazia uma nova regulamentação do tema.

Dessa forma, fica valendo uma regra do final da gestão Michel Temer (MDB), em 2018, quando foi implementada uma trava de cinco anos para criação de novos cursos –o prazo se encerra em abril.

O ato do governo petista é um novo capítulo de um imbróglio que se arrasta há mais tempo, desde 2013. Quando o Mais Médicos foi criado, no governo de Dilma Rousseff (PT), a abertura de novos cursos de medicina foi condicionada a chamamentos públicos para atender determinadas cidades, onde havia uma suposta maior demanda por esses profissionais.

O governo Lula já anunciou que irá retomar o Mais Médicos. Não há detalhes sobre como a formação de novos profissionais será tratada nessa política.

Bolsonaro para os cursos de medicina por prudência, para que “seja feita uma avaliação criteriosa e segura dos seus termos”. Outra justificativa é que a medida de Bolsonaro não teria passado pela consultoria jurídica da pasta.

(mais…)

Após audiência de custódia, Anderson Torres permanece preso em Batalhão da PMDF

Preso após desembarcar no Aeroporto Internacional de Brasília, Anderson Torres foi levado para o 4º Batalhão de Polícia Militar, no Guará, e passou por audiência de custódia, na tarde deste sábado (14/1). Após o trâmite legal, ficou decidido que o ex-ministro da Justiça do governo Bolsonaro e ex-secretário de Segurança Pública do Distrito Federal permanecerá detido. A princípio, a informação era de que ele seria transferido para a Papudinha, presídio militar dentro da Penitenciária do Distrito Federal (PDF1). Porém, até a última atualização desta reportagem, Torres continuava preso no quartel da PM no Guará II.

A audiência de custódia de Anderson foi realizada por videoconferência no Batalhão de Aviação Operacional (Bavop), dentro do complexo do 4º BPM. A decisão foi assinada pelo magistrado instrutor do gabinete do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes, Airton Vieira.

Torres foi preso logo após o avião em que estava pousar em Brasília, no Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, vindo de um voo de Miami, nos Estados Unidos, por volta das 7h15 deste sábado (14/1). De acordo com os advogados, Torres se entregou à Polícia Federal.

As forças de segurança montaram um esquema especial para receber Anderson Torres. Ao descer da aeronave, o ex-ministro foi recebido por um delegado da PF e encaminhado ao hangar da corporação no Aeroporto de Brasília.

(mais…)

Votação pela presidência do Senado deve ter audiência de final de Copa do Mundo e disputa eletrizante

A disputa deve ficar entre 3 nomes: Rogério Marinho, que tem apoio do ex-presidente Jair Bolsonaro; Eduardo Girão, que tem bancado brigar pela pauta que ele entende como censura nas redes sociais; e por último, o franco-favorito Rodrigo Pacheco, que até agora, segundo o site https://comovotasenador.com.br/, que permite ver o resultado até agora de como provavelmente cada senador vai votar, ele tem 37 votos, mas precisa de 41 votos no mínimo para vencer a eleição.

A disputa deverá ter mais de um turno, já que se não for alcançado o número de 41 votos, a votação deve ser refeita quantas vezes forem necessárias.

Um caso parecido ocorreu pela disputa da Câmara dos Deputados nos EUA, em que foram precisas 15 rodadas para sair o novo presidente. No Senado a regra é a mesma, quem conseguir 41 votos leva, será praticamente uma final de copa do mundo e todo o Brasil estará de olho nesse evento que pode mudar os rumos da política brasileira.

Prisão de Torres em Brasília foi rápida e discreta; Veja como foi a operação da PF

O ex-ministro da Justiça e ex-secretário de Segurança Pública do Distrito Federal Anderson Torres foi preso pela Polícia Federal (PF) e está no 4º batalhão da Polícia Militar no Guará, região administrativa do DF, neste sábado (14).

Fontes relataram à analista de política da CNN Basília Rodrigues que a prisão foi rápida, tranquila e discreta.

O avião de Torres, vindo de Miami, nos Estados Unidos, pousou por volta de 7h20 no Aeroporto Internacional de Brasília. De acordo com apuração da Basília Rodrigues, ele foi o primeiro a descer do avião e foi recebido por um delegado da Polícia Federal.

Ele inicialmente foi levado diretamente do avião para o hangar da PF. Em seguida, um comboio de carros da Polícia Federal acompanhado de carros descaracterizados partiu em direção ao Complexo Penitenciário da Papuda.

De acordo com Basília Rodrigues, agentes da PF que cumpriram a ordem de prisão relataram que, ao mesmo tempo em que o comboio ia à Papuda, carros da PF levaram o ex-ministro para o Batalhão da PM no Guará.

A estratégia foi utilizada para dispersar a imprensa e garantir maior discrição à prisão de Torres, segundo a analista.

(mais…)

Polícia Militar apreende 50 kg de maconha na Vila de Ponta Negra

Policiais militares da Ronda Ostensiva Com Apoio de Motocicletas (Rocam), apreenderam cerca de 50 kg de maconha na Vila de Ponta Negra, na Zona Sul de Natal, neste sábado (14), por volta das 12h.

Os militares realizavam patrulhamento na rua Manoel Congo, quando avistaram duas pessoas em fuga depois de visualizarem a chegada da PM, deixando para trás uma pá.

Nenhum dos suspeitos foi preso, mas os agentes de segurança encontraram a droga enterrada nas proximidades de onde os homens estavam. Todo o material entorpecente foi apreendido e levado à Central de Flagrantes.

Novo Notícias

Lula envia missão diplomática na próxima semana à Venezuela, para reabrir embaixada do Brasil

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva enviará uma missão à Venezuela, na próxima semana, para dar início ao processo de reabertura da Embaixada do Brasil em Caracas e de outras representações diplomáticas brasileiras naquele país. Os imóveis estão fechados há mais de dois anos, por determinação do então presidente Jair Bolsonaro.

A missão será chefiada pelo embaixador Flávio Macieira, considerado um experiente diplomata pelo chanceler Mauro Vieira. A primeira tarefa será avaliar as condições da residência oficial do embaixador brasileiro que voltará para Caracas, o prédio da embaixada e o Consulado do Brasil na capital venezuelana.

Serão analisados, além das condições físicas, o valor que precisará ser investido para a recuperação dos imóveis e a situação dos funcionários locais afastados com a interrupção dos serviços pelo governo brasileiro. Após a averiguação, a ordem é trabalhar para que as representações brasileiras sejam reabertas o quanto antes.

As portas da embaixada do Brasil em Caracas foram fechadas em abril de 2020, quando o Itamaraty era chefiado por Ernesto Araújo. Antes disso, ainda no governo do ex-presidente Michel Temer, o Brasil passou a reconhecer como presidente interino da Venezuela o líder da oposição Juan Guaidó, sob o argumento de que a Maduro é um ditador e ilegítimo.

(mais…)

“Extremamente preocupante”, diz Musk sobre decisões de Moraes

Elon Musk (foto), dono do Twitter, disse estar preocupado com a censura imposta pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, em razão dos bloqueios na rede social.

A declaração foi feita em resposta a uma série de posts do jornalista Glenn Greenwald sobre decisões recentes do magistrado. Em publicação na noite de sexta, o bilionário escreveu: “Isso é extremamente preocupante”.

O jornalista americano tem questionado nos últimos dias o protagonismo de Moraes em relação aos atos golpistas de 8 de janeiro. Em publicação na sexta, por exemplo, ele afirmou que “o regime de censura no Brasil está crescendo rapidamente, quase diariamente”. 

Como mostramos, as contas do Twitter do deputado federal eleito Nikolas Ferreira e do podcaster Monark foram retidas por decisões judiciais. Na manhã deste sábado (14), os dois perfis mostram aviso de que estão indisponíveis no Brasil.

O Antagonista

Rogério Marinho diz que ataques às sedes dos três Poderes deixam governo Lula “confortável”

O ex-ministro de Jair Bolsonaro (PL) e senador eleito Rogério Marinho (PL-RN) afirma que os ataques às sedes dos três Poderes deixam o governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) “muito confortável” e diz que a postura de uma “minoria radical” não pode ser usada para taxar todos os apoiadores do ex-presidente de terroristas.

“Os atos praticados por essa minoria estão servindo de justificativa para se rotular todos aqueles que têm alguma diferença do ponto de vista programático —ideológico— ao governo Lula. Como se fossem terroristas, radicais, antidemocratas. Isso não é verdade”, diz Marinho em entrevista à Folha de São Paulo.

Candidato à presidência do Senado contra Rodrigo Pacheco (PSD-MG), Marinho afirma que dará andamento à CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) sobre os financiadores do atentado se for eleito, mas cobrará investigação ampla —inclusive contra o Ministério da Justiça e Segurança Pública, hoje comandado por Flávio Dino (PSB).

Marinho critica decisões do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes e diz que o Brasil precisa reencontrar a “normalidade democrática”, mas avalia que a abertura de impeachment é uma medida extrema.

Veja trecho da entrevista:

Como o sr. analisa o que aconteceu nos ataques contra os três Poderes?

O que aconteceu é reprovável sob qualquer ângulo. Nós achamos que essa minoria de radicais praticou um ato de barbárie, de vandalismo, que precisa ser punido. Nós temos consciência de que não é dessa forma que se faz enfrentamento democrático e oposição.

(mais…)

PF prende homem apontado como fundador e líder de facção criminosa potiguar

A Polícia Federal prendeu, nessa sexta-feira (13), um homem de 44 anos apontado como líder e fundador da facção Sindicato do Crime, com atuação no Rio Grande do Norte. A prisão aconteceu no bairro de Catuama, na cidade de Goiana, em Pernambuco.

Após ser preso, o acusado foi conduzido inicialmente para a Delegacia de Polícia de Goiana. Depois de cumprida as devidas formalidades, o homem foi transferido para a sede da Polícia Federal, em Natal, onde se encontra custodiado e à disposição da Justiça.

De acordo com a PF, a prisão aconteceu durante ação conjunta da Força-Tarefa de Segurança Pública do Rio Grande do Norte, com apoio do Serviço de Inteligência do NIAZM-2/3ªCIPM, policiais militares da Operação Malhas da Lei/3ªCIPM, Força-Tarefa/Susp/Mossoró e da Polícia Federal, que deram cumprimento a um mandado judicial de prisão expedido pela 1ª Vara Regional de Execução Penal do Tribunal de Justiça/RN.

Portal da Tropical 

Anderson Torres passará por audiência de custódia nesta tarde

O ex-ministro da Justiça e ex-secretário de Segurança Pública Anderson Torres (foto) passará por audiência de custódia às 12h30 deste sábado (14) no Batalhão de Aviação Operacional da Polícia Militar do Distrito Federal. 

A audiência será realizada por videoconferência e presidida pelo desembargador Airton Vieira, do gabinete do ministro Alexandre de Moraes, do STF. Após a sessão, será definido o local da prisão de Torres.

Anderson Torres foi preso nesta manhã depois de desembarcar no Aeroporto Internacional de Brasília. Ele é alvo de investigação por omissão durante a invasão das sedes dos Três Poderes.

Falta de espaços no governo Fátima expõe fragilidade de Carlos Eduardo

O acordo era retirar a candidatura ao Governo do Estado e em troca ser o candidato da governadora Fátima Bezerra (PT) ao Senado. O ex-prefeito do Natal Carlos Eduardo Alves (PDT) sabe disso.

Aí veio a eleição, ele não fez a parte dele junto ao eleitorado petista e acabou sofrendo com a candidatura ao Senado do deputado federal Rafael Motta (PSB). Os 930 mil votos da esquerda foram divididos, beneficiando o bolsonarista Rogério Marinho (PL).

Sem mandato e acumulando mais uma derrota em nível de Estado, Carlos Eduardo está fragilizado. Some-se a isso a apertadíssima vitória sobre Rogério em Natal, seu principal reduto eleitoral.

Não é por acaso que Carlos Eduardo ficou sem espaços no primeiro escalão do segundo governo Fátima. O prefeito de Natal em quatro mandatos terá que fazer mais um reposicionamento de marca.

Vereador de Grossos (RN) se recusa a fazer teste do bafômetro e é preso

Um vereador do município de Grossos, no interior do Rio Grande do Norte, que não teve a identidade revelada, foi preso em uma blitz da Lei Seca em Tibau, no Oeste Potiguar. Segundo o Comando de Policiamento Rodoviário Estadual (CPRE), ele se negou a fazer o teste do bafômetro e ainda ofereceu R$ 150 para não ser autuado administrativamente.

Ao oferecer o suborno, o parlamentar recebeu voz de prisão de imediato e foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Tibau. Segundo o CPRE, ele foi autuado pelo crime de corrupção ativa. A ação aconteceu na noite dessa sexta-feira (13).

Na mesma blitz, 13 motoristas foram autuados administrativamente por dirigir sob a influência de

de álcool. Além disso, três veículos foram removidos ao depósito porque estavam com licenciamento em atraso.

“Nenhum sinistro de trânsito ocasionado por condutor alcoolizado foi registrado”, destacou a Polícia Militar por meio do CPRE.

Sobe para 1.395 número de presos por atos em Brasília

A Seape-DF (Secretaria de Estado de Administração Penitenciária do Distrito Federal) divulgou às 18h de sexta-feira (13) a lista atualizada dos presos em penitenciárias do DF por envolvimento nos atos de vandalismo de 8 de Janeiro, em Brasília.

Os dados mostram que, dos 1.395 presos, 903 são homens, encaminhados ao CDP 2 (Centro de Detenção Provisória 2), no Complexo Penitenciário da Papuda, e 492, mulheres, levadas à Penitenciária Feminina do DF.

A lista anterior, divulgada na manhã de quinta-feira (12), tinha 1.166 presos, sendo 673 homens e 493 mulheres. Na quarta-feira (11), a PF (Polícia Federal) informou ter concluído o interrogatório e autuação dos presos pela PMDF (Polícia Militar do Distrito Federal).

De acordo com a PF, idosos, pessoas com problemas de saúde ou em situação de rua, além de pais e mães com crianças, tiveram prioridade no processo judicial determinada pelo STF (Supremo Tribunal Federal). A corporação divulgou que 599 pessoas nessas condições haviam sido liberadas do local até terça-feira (10).

Poder 360

Lira defende que Lula mude discurso sobre Bolsonaro, diz coluna

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), defendeu que o presidente Lula (PT) abandone o discurso eleitoral contra o ex-mandatário do Brasil Jair Bolsonaro (PL). Conforme a coluna Guilherme Amado, do portal Metrópoles, Lira justificou esta ideia com os ministros do novo governo.

Em conversas reservadas, Lira tem dito que a eleição já passou e que é hora de Lula focar seus discursos nas medidas que o governo pretende implementar nos 100 dias de governos e ao longo dos anos.

Segundo o colunistas, aliados do presidente defendem que as invasões terroristas as sedes dos três Poderes, no último domingo (8), impedem o fim do discurso sobre o adversário eleitoral de Lula.

Anderson Torres é preso pela PF

O ex-secretário de Segurança Pública do Distrito Federal Anderson Torres (foto) foi preso na manhã deste sábado (14) pela Polícia Federal logo depois de desembarcar no Aeroporto Internacional de Brasília.

Ele foi levado para a Superintendência da PF na capital federal.

A prisão de Torres foi determinada pelo ministro Alexandre de Moraes. Ele é acusado de ser conivente e omisso durante os atos golpistas de 8 de janeiro.

O ex-secretário de segurança estava na Flórida, de onde acompanhou, à distância, a invasão do Palácio do Planalto, do Supremo Tribunal Federal e do Congresso Nacional.

Luciano Hang diz que virou alvo de fake news e não vai fechar Havan

A Rede Havan, do empresário Luciano Hang, divulgou um comunicado nesta sexta-feira, 13, dizendo que virou alvo de fake news na internet. De acordo com a empresa, circulam informações de que a varejista vai fechar. “São falsas as informações que vêm sendo divulgadas nas redes sociais de que a Havan pretende encerrar as atividades. Seguimos trabalhando normalmente com nossos 22 mil colaboradores nas nossas 174 megalojas nos 23 estados brasileiros e Distrito Federal”, esclareceu por meio de nota.

Luciano Hang, durante o governo Jair Bolsonaro, ganhou fama e apoio de simpatizantes do ex-presidente na internet. No entanto, desde a semana passada, quando o empresário se posicionou para desejar uma boa administração ao novo governo e repudiando os atos de vandalismo em Brasília, ele virou alvo de críticas.

Imagem noticia-detalhe

Jovem Pan

Protestos no Peru: 50 mortes, mas não se fala em “terrorismo”

É no mínimo curiosa a falta de adjetivos criativos em torno do noticiário, no Brasil, sobre os protestos políticos violentos no Peru. Manifestantes de esquerda pedem a dissolução do Congresso, além da soltura do ex-presidente Pedro Castillo, preso por tentar um golpe de Estado no fim de 2022. Os protestos peruanos que provocaram quase 50 mortes não são coisa de “golpistas” ou “terroristas”, nas manchetes brasileiras. Bem ao contrário das alusões ao badernaço do dia (8) em Brasília (DF), sem mortes.

No Peru, como em qualquer democracia, protestos saem do controle, mas o desafio é não permitir que sejam pretexto para surtos autoritários.

No Natal, atos em Paris contra a morte de 3 curdos feriram centenas, com vandalismo, incêndios. Não se falou em “terrorismo”, lá e nem aqui.

O vandalismo em Brasília foi inaceitável e os responsáveis devem ser punidos, mas seu uso oportunista tem servido a vinganças e retaliações.

O direito à livre manifestação, inclusive de ideias, é valor inegociável na democracia, mas no Brasil tem sido relativizado sem freios ou oposição.

Diário do Poder

Posts Recentes

Posts Recentes

Categorias

Fábio e Felipe: meninos bestas

Consta que os deputados federais Felipe Maia e Fábio Faria estariam costurando um acordo político. Quem estiver melhor posicionado nas pesquisas eleitorais será o candidato

Leia Mais

Vai ter “torcida” no Seridó?

O verdadeiro embate político entre os Ministros Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional) e Fábio Faria (Comunicações), que disputam a simpatia do Bolsonaro à candidatura ao Senado

Leia Mais

Márcia Maia apoia manifestantes

Em razão dos episódios recorrentes, retrato da falta de diálogo junto aos servidores estaduais do Rio Grande do Norte, manifesto meu apoio irrestrito aqueles que,

Leia Mais